Política de comentários

Esse blog tem por objetivo apresentar uma visão divergente do mainstream noticioso e intelectual de um jeito inteligente, arguto e bem embasado. Ninguém é obrigado a concordar com as opiniões, notícias e análises aqui apresentadas, mas, como sói acontecer em qualquer ambiente, é preciso observar algumas regras básicas de etiqueta no meio virtual (netiqueta).

Antes de postar qualquer comentário no blog, atente para o seguinte:

1) Procure tecer comentários minimamente inteligíveis evitando o emprego exagerado de maiúsculas, gírias, abreviações e “internetês”. Isso mostra não apenas urbanidade, mas também bom-senso e respeito pelos outros leitores do blog.

2) Ao escrever um texto, é necessário transmitir uma mensagem clara e direta, e, para isso, saber expressar-se em bom português é imprescindível. Procure, portanto, zelar pelo bom uso da língua observando conjugações verbais, flexões, indicação de gênero, pontuação, acentuação, dentre outras coisas.

3) Se você discorda do texto em que pretende comentar, utilize ideias e argumentos, atacando sempre o texto em si. Ofensas e palavrões só servem para mostrar que você não é civilizado, muito menos inteligente, e que seu comentário merece ser solenemente ignorado. Dizia São Josemaria Escrivá: “A crítica, quando tiveres que fazê-la, deve ser positiva, com espírito de colaboração, construtiva, e nunca às escondidas do interessado. Caso contrário, é uma traição, uma murmuração, uma difamação, talvez uma calúnia... e, sempre, uma falta de hombridade.” (Forja, ponto 458)

4) Sempre que possível, referencie as fontes de informação consultadas para a elaboração do comentário. Isso não só confere maior respeitabilidade ao texto, extraindo-o do campo do puro achismo, como também fornece aos outros leitores a oportunidade de enriquecer seu campo de conhecimento.

4) Caso seu comentário seja uma resposta longa, divida-o em parágrafos deixando um espaço em branco. Isso melhora a visualização da mensagem, torna o texto menos confuso e permite uma leitura mais agradável.

5) Antes de tecer seu comentário, reflita se ele terá algo de realmente construtivo e edificante a cotnribuir para com a discussão concernente ao texto que você quer comentar, ou se seu objetivo é apenas promover polêmicas vazias e provocar confusão nesse ambiente virtual.

6) Assim como cada um possui uma liberdade inata e irrenunciável de acreditar e defender as ideias que achar conveniente, cada qual deve assumir a responsabilidade pelo que diz. Portanto, pense bem nos termos em que você irá se exprimir: calúnias, mentiras, ataques à honra, apologia ao crime e mensagens congêneres podem ter efeitos catastróficos.

7) A Constituição Federal de 1988 estabelece que “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato” (art. 5º, IV). Portanto, é necessário fornecer algum tipo de identificação na hora de postar um comentário. Nunca é demais lembrar o que disse São Josemaria Escrivá: “Nunca dês ouvidos à delação anônima: é o procedimento da gente vil.” (Sulco, ponto 393).

Desde já, reservo-me no pleno direito de me recusar a publicar qualquer comentário que não esteja em pleno acordo com os parâmetros estabelecidos acima. Além disso, nem todos os comentários que demandam resposta terão suas demandas atendidas: isso será feito após a análise cuidadosa das características do comentário, como, por exemplo, a pertinência do comentário, os argumentos utilizados e as fontes referenciadas.