sábado, 5 de maio de 2012

Parabéns, Karl Marx!

Karl Heinrich Marx (5 de maio de 1818 — 14 de março de 1883)

12 comentários:

  1. Não se matou em nome do marxismo nem 0,1% do que o cristianismo, o islamismo e o judaismo mataram ao longo da historia da humanidade. No caso do cristianismo conservador nazista e fascista então nem se fala...voces que são conservadores não poderiam omitir esse fato: o papel da urss na contenção do nazismo e fascismo na europa, e a colaboração desses regimes conservadores nazistas e conservadores fascistas com a ideologia crista e a igreja catolica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Se as religiões abraâmicas mataram mil vezes mais do que o marxismo, então elas foram responsáveis pela incrível soma de 100 bilhões de mortos! Isso é 25% mais do que toda a população humana que já viveu sobre a face da Terra, de acordo com a estimativa de alguns cientistas. Uau!

      2) O Nacional-Socialismo é, realmente, conservador. Tão conservador que carrega SOCIALISMO no nome!

      3) A Igreja Católica foi uma das instituições mais perseguidas durante o governo de Hitler. Se você souber ler, recomendo o documento "Mit Brennender Sorge", do Papa Pio XII.

      4) Colocar o rótulo de conservadores nos regimes nazifascistas foi uma proeza de propaganda conseguida por Stálin - o mesmo Stálin que deu todos os subsídios para o governo nazista construir seus campos de concentração e aparelhar sua polícia secreta.

      Excluir
    2. Felipe, o que vemos aqui é uma amostra da tentativa desesperada dos babacas da atualidade de associar nazismo e Cristianismo. É de doer a desinformação e extrema burrice a ponto de insinuar colaboração do regime nazi com a Igreja Católica.
      Mas é essa versão tacanha e grotesca que ateus militantes, do alto de sua imbecilidade, e outros anti-religiosos estúpidos estão tentando impor, ironicamente numa tática "a la Goebells" (uma mentira mil vezes repetidas torna-se "verdade").
      Sobre o "papel da urss na contenção do nazismo e fascismo", a anta anti-religiosa só não sabe o papel - relevantíssimo - da potência comunista na deflagração da guerra, imiscuindo-se cretinamente da invasão alemã à Polônia, sob um acordo de amigos que conferia à URSS uma boa parte do território polonês. Grande papel para a "contenção do nazismo e fascismo", não é?

      Excluir
  2. Filipe, você consegue ser um porco fascista sem nenhuma noção da realidade. Pô, cara, quer discutir política, vamos? Não desvirtue um debate tão profundo com esses seus argumentos rasos, superficiais acerca de uma questão mais abrangente do que a sua doce e inocente visão do conservadorismo consegue analisar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não discuto com quem não tem rosto nem nome. Aliás, o comentário só foi aprovado para mostrar o nível do "debate" que você quer fazer.

      Excluir
  3. Discutir com um marxista é inútil, é impossível vence-lo no campo no debate. Os caras leram o primeiro capitulo do manifesto comunista que se diga de passagem é um lixo, extremamente mal escrito, incoerente. Sou conservador, não me sinto liberal para tantas e tão grandiosas mudanças que estão sendo propostas por ai, não acho tão natural a total liberdade para o mundo moderno. Estamos falando de ser humano e, por total liberdade de pensar, o homem as vezes se torta selvagem e é capaz das mais brutais atrocidades em nome de um ideal, de uma bandeira. Certos limites tem que ser impostos. E verdadeiro revolucionário é todo aquele que quer mudar o mundo e tem a coragem de começar por si mesmo. De nada adianta clamar, gritar se indingar com a fome, a miséria e fazer vistas grossas aquele pobre e miseravel morador, que muitas vezes se torna quase invisivel aos olhos da sociedade e de boa parte daqueles que se dizem revolucionários. Revolução não se inicia com grandes batalhas e sim com pequenos atos. Antes de tentar abraçar o mundo e muda-lo por completo, seria de bom tom tentar pelo menos uma vez abraçar e tentar mudar um poquinho a vida de seu semelhante que agora se encontra lambendo alguma lata de lixo por ai, buscando comida. Bandeiras e mais bandeira são levantas( feminismo, Orgulho gay, aborto e tantas outras.) mas difilcemente vemos alguém levantar a bandeira, doe um pão e tente amenizar a fome e a miséria do irmão ou a bandeira vamos exigir probidade entre politicos e cadeia para os caras do mensalão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ajudar ao próximo é nobre desejável, está certo, mas o problema é sistêmico.

      "Certos limites têm que ser impostos" (palavras suas). Por quem? Para quem?

      Excluir
  4. Essas simplificações só embotam ainda mais qualquer tentativa de entendimento.

    Ok. Não precisam confiar num esquerdista que afima ser Marx muito mais, e menos, do que se pensa que é. Confiem ao menos em conservadores como Eric Voegelin endossado por Olavo de Carvalho, em http://www.olavodecarvalho.org/convidados/mendo2_1.htm

    Se depois de ler esse brilhante texto você não achar que essa simplificação é no mínimo boba, eu desisto.

    Marcus Valerio XR
    xr.pro.br

    ResponderExcluir
  5. Quanta ignorância e burrice ! Não adianta nem tentar discutir com uma pessoa assim, porque claramente quem tem esse tipo de pensamento não apresenta a cabeça aberta a conhecer uma versão maior dos fatos !

    Tem que ter muita "pirraça" para pensar que o Karl Marx sugeriu qualquer coisa desse tipo em suas obras. Que aliás, você nunca deve ter passado perto.

    ResponderExcluir
  6. Eu certamente já li muito mais literatura marxista do que você, Unknown. E se você quiser conhecer mesmo o velho Marx, recomendo este texto que fiz: http://www.midiasemmascara.org/artigos/movimento-revolucionario/13120-os-filhos-do-marxismo.html

    ResponderExcluir
  7. kkkkkk, aí eu me pergunto quantas pessoas morreram e morrem pelo capital ?
    todos sabem que o capitalismo é o sistema com mais mortes no mundo !!!
    quero deixar claro também que o socialismo de Marx nunca existiu, pois em seu ideal ele afirma que no socialismo, o estado deixaria de existe e as desigualdades também o que eu considero impossível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mesma conversinha mole e fiada sobre "o socialismo de Marx nunca existiu"? Vai tomar no seu cu.

      Excluir

Antes de comentar, leia a política de comentários do blog. E lembre-se: o anonimato é, muitas vezes, o refúgio dos canalhas.