sexta-feira, 18 de maio de 2012

Levante, nazismo e "esculachos"

A perseguição aos judeus na Alemanha iniciou-se efetivamente no ano de 1933. Em 1º de abril, pouco depois de subir ao poder, Adolf Hitler decretou um boicote oficial a todos os comércios – mercearias, joalherias, armazéns, bancos, dentre outros – que pertencessem a famílias judias. A tropa de choque do partido nazista, a Sturmabteilung, pichava a palavra Juden (“judeu”, em alemão) nas vitrinas das lojas, e muitos membros da SA ficavam parados diante dos estabelecimentos comerciais de judeus ostentando cartazes com os dizeres: Deutsche! Wehrt Euch! Kauft nicht bei Juden! (“Alemães! Defendam-se! Não comprem de judeus!”). Com o tempo, passou-se a pichar as palavras Achtung. Juden. (“Atenção. Judeu.”) nas portas dos prédios, nos muros das residências e nas calçadas diante das moradias de famílias judias.




Os judeus eram considerados Untermensch (subumanos) por fazerem parte de uma raça inferior. Assim, eram alvo de toda sorte de perseguições, e, como se sabe, cerca de 6 milhões deles foram exterminados nos campos de concentração da Alemanha nazista – campos que, aliás, foram construídos com apoio logístico, financeiro e militar do governo soviético.

As imagens são chocantes, realmente. Esses atos de vandalismo e de ódio, frutos da eficientíssima propaganda nazista, parecem hoje uma insanidade intolerável àqueles que possuem um mínimo de noção do que significa decência, liberdade e honradez. No entanto, mais de meio século depois das atrocidades cometidas contra os judeus na Alemanha, vemos hoje o mesmo modus operandi, a mesma organização e a mesma lógica de superioridade no Brasil.


 


 

Estão vendo as fotos acima? As pichações foram providenciadas pelo Levante Popular da Juventude em ações que estão sendo conhecidas como “esculachos” ou “escrachos” – verdadeiros pogroms morais. O objetivo dos “esculachos” é denunciar publicamente supostos torturadores da “ditadura” militar e seus cúmplices, atraindo a atenção da opinião pública através de pichações, manifestações e encenações de toda sorte.

Assim como a Sturmabteilung, o Levante é movido pelos mais puros sentimentos de superioridade, que, ao invés do cunho racial dado pelos nazistas, possui fulcro político-moral. Tal qual a propaganda nazista levava a crer que os judeus eram perigosos e perniciosos somente por serem judeus, o Levante é movido pela propaganda comunista brasileira que, até hoje, esforça-se por mostrar que aqueles que foram agentes de Estado durante o regime militar são maus apenas por terem trabalhado para o Estado. As acusações de tortura, sequestro e desaparecimento que a tropa de choque do Levante utiliza são baseadas tão-somente na palavra das supostas vítimas – que, devemos lembrar, basearam sua ação armada na construção de uma bem concertada rede de divulgação de mentiras elaboradas com o intuito de minar a credibilidade dos militares.

O que estarrece nessa situação toda é que a agressividade dessa escumalha comunofascista é recebida com loas e louros pela imprensa. Paulo Henrique Amorim, membro honorário do JEG (Jornalistas Empregados pelo Governo) e da BESTA (Blogosfera Estatal), não se cansa de divulgar e apoiar em seu site as ações da trupe esquerdóide. Marcelo Rubens Paiva chegou mesmo a agradecer ao Levante pelos “esculachos” em seu blog, no site do jornal O Estado de S. Paulo: “Bacana. Criativo. Justo. Obrigado, garotada.”

Para o Levante, pouco importa se realmente essas pessoas cometeram os crimes que eles as acusam de ter cometido. Isso é somente secundário: é irrelevante. Assim como era irrelevante para os nazistas se os judeus eram, de fato, uma ameaça ou uma “raça inferior”. O que importa é a prática do ódio, o reforço da propaganda, o achincalhamento público. Não interessa ao Levante que os supostos crimes sejam apurados e que a verdade venha à tona: o objetivo mesmo é constranger, humilhar; é fazer com que em torno dessas pessoas se forme um perímetro de ostracismo moral e social.

E a verdade? Como diria o pusilânime e relativista Pôncio Pilatos em “A Paixão de Cristo”, de Mel Gibson: Quid est veritas? O que é a verdade? Pelo visto, a resposta que mais apetece a essa gangue foi dada por Joseph Goebbels: “Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade.”

9 comentários:

  1. Jovens, tão arrogantes, tão convictos e ciosos da própria independência e, em verdade, apenas manipuláveis, facilmente manipuláveis...

    ResponderExcluir
  2. rcm.marta@hotmail.com

    eis a que se prestam os discípulos da militancia esquerdopata nas salas de aulas. Basta-lhes nao pensar, tampouco conhecer dos fatos a verdade. Basta-lhes obedecer, tal como o imbecil coletivo olaviano, ou mais precisamente como dita o "grande irmäo" orwelliano. Sem dúvidas, essa juventude manipulada age como Mimosa do mesmo Orwell, curvam-se ao partidão hoje, e no futuro, contentar-se-ão em serem medíocres subornáveis para compor quem sabe, uma vaga nos quadros adminiestrativos, subalternos e subservientes do Estado. Até que se prove a verdade, todo cidadão é inocente. Por que será que essa gente tem medo da Comissão da Verdade? Por que será que teem tanto medo de ouvir o outro lado de nossa recente história em que a DEMOCRACIA venceu às tocaias, às investidas criminosas dos comunopatas da América Latina? Só sei que estas tentativas (Levantes) armadas e violentas por meio de uma política de perseguição e difamação, de opressão aos direitos que todo homem, todo cidadão tem de se defender, tem métodos que os transformam de opositor à inimigos do Poder, tal como Stalin, Mussolini, Hitler, Mao e outros carniceiros amados pro Guevara, por Chavez... Que o diga Castro! Lástima um país em que seus cidadão que chegam a letrar-se não conhecem a própria história e deixam-se engabelar pelo charlatanismo intelectual, manobrados por aqueles que lucram milionárias indenizações com o engodo nacional de "suas lutas". Uma minoria que além de escamotea-la enchem seus bolsos com a enganação, tapeação. Taí o resultado da formação destes psicopatas nas universidades! Hitler já dizia aos seus oponentes: "voces não me preocupam, pois seus filhos já são meus" ... e não é que a história se repete em terras cabralinas em pleno século 21!? Não é que os métodos nazi são tão iguais aos dos comunopatas!? Tudo gato da mesma ninhada!!!!

    ResponderExcluir
  3. Lembrei do filme A Onda - The wave. -> http://www.youtube.com/watch?v=b33PUedhKBc

    Os comunistas (The Soviet Story - http://www.youtube.com/watch?v=NjFQQPy3VJ0 ) nunca deixaram de atuar.

    Deus permita vermos o que acontecerá com o Brasil nos próximos 20 anos.

    Abraços da UFPR - Curitiba.

    ResponderExcluir
  4. Silvio, de teresina22 de maio de 2012 14:34

    Teu blog e teus escritos ficam cada dia melhores. Parabéns! Também tenho gostado muito do blog conservador da UFSC.

    Apesar de uma frente ditatorial gayzista-comuno-jurídica que se levanta no Brasil para amordaçar os livres pensadores e o sentimento conservador da maior parte de nossa população, tenho esperança em Deus de que dias melhores virão. O mal não prevalecerá, pois a vitória do Bem está nos desígnios de Deus Todo-Poderoso.

    ResponderExcluir
  5. O que o PT conseguiu com todo levante comunista que está acontecendo foi despertar os conservadores que estavam quietos...

    ResponderExcluir
  6. Jucélio Silveira23 de maio de 2012 00:16

    Felipe, um off-topic, mas acho relevante para escancarar as entranhas desses socialistas de colher de prata: dê uma lida no que este repórter americano escreve sobre a ascensão do petismo/esquerdismo no Brasil e américa latina. Se preferir, acesse o huffington post e procure por ele. Chama-se Eric Ehrmann.

    http://www.huffingtonpost.com/eric-ehrmann/silver-spoon-socialists-p_b_1504736.html

    ResponderExcluir
  7. Vão trabalhar, seus comunas vagabas (desculpe a redundância)!!!

    ResponderExcluir
  8. WILIAM ROMANECCHI29 de maio de 2012 09:19

    Caro Felipe,

    Nao apenas no ambito de acusaçoes da ditadura (aliás, a Dilma em entrevista a folha de Sao Paulo no período eleitoral admite que o tal capitao nao a torturou), mas estamos vendo as tropas de choque. No sábado, durante a Marcha das Vadias do Rio, manifestantes invadiram um templo católico em Copacabana com tetas de fora e fizeram badernaço em frente a igreja. A organizadora da manifestacao - vestida de freira - afirma que foi uma acao autonoma, duvido muito, é para cada vez mais impor a agenda deles.

    ResponderExcluir
  9. Os Direitos Humanos no Brasil só serve para isto mesmo " Distribuir Comendas àqueles que nada fizeram pelo Brasil e muito menos para as familias dos assassinados nas grandes cidades.

    Escolham e citem quais familias que estão passando fome e sede no nordeste que já foram auxiliadas pela Dita Organização SEcr.Direitos Humanos ???????????

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia a política de comentários do blog. E lembre-se: o anonimato é, muitas vezes, o refúgio dos canalhas.