quarta-feira, 9 de maio de 2012

A confiança do povo brasileiro no seu Exército

Mario Hecksher
Coronel de Infantaria (Reformado)


A Academia Militar das Agulhas Negras havia realizado a Manobra Escolar de 2005, o exercício de campanha que coroava o ano letivo.

A situação geral vivida pelos executantes foi concebida num quadro de combate da resistência. O exercício comportou o emprego de aproximadamente 2500 militares, homens e mulheres, de todas as Armas, Serviço de Intendência, Serviço de Saúde e Quadro de Material Bélico. Eles atuaram em uma área de 2400 quilômetros quadrados, em trechos de vários municípios do Vale do Paraíba, Serras do Mar e Mantiqueira, como Falcão, Bocaina de Minas, Itatiaia, Resende, Quatis, Arapeí, São José do Barreiro e Areias, pequenas cidades dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Durante os trabalhos executados, os oficiais, cadetes e praças travaram inúmeros contatos com o povo, tanto nas Ações Cívico-Sociais (ACISO) realizadas em cidades e vilarejos, quando pessoas carentes receberam apoio de saúde e outras benesses, mas também durante as simulações de combate, todas executadas dentro dos padrões preconizados pelo Sistema de Instrução Militar do Exército Brasileiro (SIMEB).

Mas o que ressaltou nestes contatos foi a extrema boa vontade das pessoas com os militares. Jovens, velhos e crianças participaram das atividades e ajudaram a tropa de muitas maneiras, mostrando sua confiança no Soldado de Caxias.

Um capitão, que estava numa base de combate no sopé do Pico da Pedra Selada, relatou o seguinte:
Precisávamos de uma casa durante algumas horas, para fazermos um determinado trabalho. Procurei um cidadão, morador de uma pequena fazenda, e perguntei-lhe se ele conhecia, nas imediações, alguma casa abandonada, mesmo em ruínas, que pudéssemos usar.

Ele respondeu que me emprestaria a casa onde estávamos, na qual ele morava com a sua família.

Disse-lhe que agradecia, mas de modo algum iríamos incomodá-lo, ainda mais que precisaríamos da casa às cinco horas da manhã.

Então ele falou o seguinte:

- Capitão, eu saio quatro horas para tirar leite das vacas. Amanhã vou levar comigo toda a família e vou deixar a casa com o senhor!

E assim foi feito.
Este não foi um caso isolado, em outros lugares aconteceram coisas semelhantes. Todos queriam ajudar os soldados; todos queriam vê-los, sempre demonstrando amizade e grande confiança no Exército, como ficou evidenciado no exemplo citado.

Por que, num mundo onde imperam a violência e a desonestidade, as pessoas de bem confiam nos Soldados de Caxias?

Confiam porque os Soldados de Caxias são integrantes do Exército Brasileiro, BRAÇO FORTE E MÃO AMIGA!

Quando chega a seca, o soldado transporta e distribui a água e o alimento, que de outro modo não chegariam aos necessitados.

Se a ponte cai, o soldado rapidamente constrói outra.

Se a dengue ataca, o soldado mata o mosquito.

Se o rio transborda o soldado salva vidas.

Se outros países estão em dificuldades, o soldado ajuda na Força de Paz.

Construindo açudes, estradas de rodagem, estradas de ferro, pontes e viadutos, o soldado sempre está presente.

Garantindo a lei e a ordem, protegendo as famílias, as mulheres, as crianças e os idosos, o soldado nunca falha.

Ao mesmo tempo, vencendo grandes dificuldades, o soldado estuda e se adestra, ficando em condições de defender a pátria, mesmo contra um inimigo mais forte.

O povo brasileiro sabe de tudo e por isto confia!

Mas se isto alegra nossos espíritos, também coloca sobre nossos ombros grande responsabilidade, pois não podemos faltar a esta confiança.

O soldado é o portador da grande tocha de fogo que, nas horas de desespero, sempre ilumina a Nação e cuja luz é produzida no cadinho do patriotismo e da integridade.

Portanto, soldado, prepare-se e não falhe, porque o Brasil não sobreviverá sem você e sem o seu Exército!

BRASIL ACIMA DE TUDO

3 comentários:

  1. Boa tarde, Felipe.
    Não sei se você reparou, mas entre seus seguidores do blog há um G Chicken que postou uma imagem despropositada. Fique atento, porque a canalhada faz qualquer coisa para detonar blogs excelentes e gente boa como você. Veja que o perfil dele não parece muito sério.

    Grato pela atenção
    Gutenberg J.
    Laudaamassada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gutenberg, valeu pelo toque! Já tomei providências. Abraço!

      Excluir
  2. Leio todos os dias as postagens da Juventude Conservadora da UNB, prova incontestável de que a mentira não conseguiu seu intento de abduzir totalmente as classes estudantis, em especial os universitários.
    Vou colocar em meu blog http://reservativa.blogspot.com um link para unbconservadora.blogspot.com esperando assim que ela se torne uma líder entre universitários.
    JN Editor

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia a política de comentários do blog. E lembre-se: o anonimato é, muitas vezes, o refúgio dos canalhas.