terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Darcy Ribeiro e a chacota institucional na UnB

Alunos da UnB vaiam Lula e o chamam de "demagogo" na inauguração do… beijódromo!!! Ou: estatizando o tesão!
Por Reinaldo Azevedo
 
Leiam o que vai abaixo. Volto em seguida.
 
Por Simone Iglesias, na Folha Online:
A inauguração do Memorial Darcy Ribeiro, batizado de "beijódromo", foi marcada por manifestação dos alunos contra o reitor da UnB (Universidade de Brasília), José Geraldo Sousa Júnior e contra a obra. O presidente Lula também foi alvo dos manifestantes. Enquanto discursava, o reitor foi vaiado e teve que ouvir gritos dos manifestantes, que são estudantes da universidade. "UnB sucateada", "chega de mentira" e "fora repressão" foram algumas das expressões gritadas em coro pelos alunos.
 
Quando foi discursar, o ministro da Cultura, Juca Ferreira, pediu um acordo com os manifestantes, que parassem de gritar em respeito a Lula e Mujica. "A hora é de saudar o mestre Darcy Ribeiro", afirmou Ferreira, que desistiu de discursar por causa do calor. Disse que publicará seu discurso no site do Ministério da Cultura. Os manifestantes ensaiaram vaiar o ministro e não suspenderam a manifestação.
 
O beijódromo custou cerca de R$ 8,5 milhões e ficou pronto em poucos meses. Por conta da rapidez das obras, os alunos criticavam o fato de a Casa do Estudante não ter ficado pronta como foi prometido pela reitoria. A cerimônia foi realizada ao lado do memorial e a cobertura montada pela organização do evento era de plástico transparente, o que deixava vazar o sol para os convidados.
 
DEMAGOGO
Ao começar a discursar, Lula também foi alvo dos manifestantes. Enquanto falava da biografia de Darcy Ribeiro, os alunos gritavam "demagogo". O presidente pareceu irritado e o volume do microfone foi aumentado, abafando a voz dos manifestantes que foram barrados pela segurança e ficaram do lado de fora das grades que separavam o palco e convidados dos alunos da universidade. "Ô Lula, deixa a galera entrar", gritaram, durante boa parte do discurso presidencial.
 
Comento
Você não entendeu direito, leitor amigo? Eu tento explicar o que tem explicação. O "Beijódromo" é um centro de vivência que também abriga o museu Darcy Ribeiro, primeiro reitor da UnB, que tinha, entre seus delírios tidos como poéticos, a criação de um troço assim… E aconteceu, como se vê. Ao custo de R$ 8,5 milhões. Quase R$ 9 milhões para os estudantes poderem dar um ralo, como se precisassem desse tipo de estímulo, não é mesmo? Um estado totalitário reprime o tesão. Um estado demagogo o estatiza. Não é o fim da linha porque Tiririca está errado, e pior sempre pode ficar.
 
Havia, não sei há ainda, uma turma na UnB que sempre achava um pretexto para ficar pelada. Se o beijódromo era uma ousadia na década de 60, qual será a transgressão possível no segundo decênio do século 21? Já sei! A heterossexualidade monogâmica, hehe…
 
Dá pra levar a sério?
 
Pobre UnB! A universidade viveu o seu auge sob o comando de José Carlos de Almeida Azevedo, que morreu, aos 78 anos, no dia 23 de fevereiro deste ano. Ocupou o cargo de 1976 a 1985. Era mestre em física,  engenharia e arquitetura naval, e engenharia nuclear pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). Ex-oficial da Marinha, era visto como o "interventor" da ditadura na Universidade.
 
Na gestão Azevedo, criaram-se muitos cursos de graduação e pós-graduação, construíram-se bibliotecas, contrataram-se professores de renome internacional, e a Editora da UnB se tornou uma referência na publicação de livros acadêmicos. Aí começou a fase da "democratização" da universidade, entenderam? Em 1985, Cristovam Buarque foi eleito para o cargo. É o senador que quer incluir na Constituição a garantia da felicidade. Hoje, ela é dirigida por José Geraldo Souza Júnior, grande expoente do "direito achado na rua". Ele entrou na Universidade quando Azevedo estava deixando a reitoria. A coisa tem seu simbolismo.

É improvável que se faça um prédio em homenagem a Azevedo. Caso acontecesse, não poderia ser um beijódromo, mas um centro de pesquisa, coisa impensável para uma universidade…
 

8 comentários:

  1. Parabéns aos estudantes da UnB! Chega de mentira! Fora repressão!
    Abaixo a Ditalulla!

    ResponderExcluir
  2. A propósito, achamos uma das 14 "Universidades Federais" que Lula inaugurou, segundo a propaganda eleitoral de Dilma: é o beijódromo Darcy Ribeiro! Agora vamos ver se encontramos as outras...

    ResponderExcluir
  3. Patético comentário. Darcy fez muito mais que qualquer fardado naquela época. Sobre as universidades que Lula inaugurou, vão pesquisar que as encontrarão, inclusive trabalho em um campus em goiás e que, com muito orgulho, foi o que teve o melhor desempenho no exame internacional de ensino.

    ResponderExcluir
  4. Se a canalha medíocre aprendesse a ler, veria que houve crítica alguma à figura de Darcy Ribeiro, mas a essa ignomínia chamada Beijódromo.

    ResponderExcluir
  5. É complicado... Às vezes, ou melhor, quase sempre, pessoas criam uma barreira enorme em seus pensamentos e se esquecem de procurar entender a posição alheia e já vão logo criticando, nem mesmo lêem um comentário antes de se posicionar contra... Só pelo simples prazer de falar que são do contra... Daqui a pouco autodenominam revolucionários... Depois disso tornam-se juizes desta triste realidade, porque todos têm culpa – TODOS MESMO – exceto eles.

    ResponderExcluir
  6. Agora eu sei para onde foi o dinheiro para compra de papel higiênico e para o conserto da caldeira do RU que desde o ano passado teima em quebrar e fica dias sem funcionar. Não conheço o tal beijódromo, serve para que mesmo? mas bem que poderiam torná-lo útil transferindo os CAs para lá, só assim quem quisesse festejar teria um lugar longe das salas de aulas.

    ResponderExcluir
  7. Agora eu sei para onde foi o dinheiro para compra de papel higiênico e para o conserto da caldeira do RU que desde o ano passado teima em quebrar. Não conheço o tal beijódromo, serve para que mesmo? mas bem que poderiam torná-lo útil transferindo os CAs para lá, só assim quem quisesse festejar teria um lugar longe das salas de aulas e parariam de atrapalhar quem quer estudar.

    ResponderExcluir
  8. O beijódromo gerou mesmo muito discussão, acho ruim esse apelido, gera muitas conclusões que não se aplicam, achei muita coisa de bom uso no memorial, como o acervo do Darcy, as salas de estudo e de aula, até hj não vi se quer pessoas de mãos dadas lá, apenas pessoas que como eu vão pra lá estudar. Cabe lembrar ao comentarista anônimo aqui de cima que o dinheiro foi doado pela fundação darcy ribeiro, não está no orçamento propriamente dito da unb, ou seja, não era dinheiro para papel higiênico nem ru, a falta desses recursos se deve a motivos graves tbm, mas vamos tentar baixar a guarda e revolta excessiva e procurar saber do que se trata.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia a política de comentários do blog. E lembre-se: o anonimato é, muitas vezes, o refúgio dos canalhas.