domingo, 11 de julho de 2010

A repercussão de nossa atuação na UnB

Esse blog iniciou suas atividades há quase um mês, em 15 de junho. Desde lá, tivemos pouca atuação além do ambiente virtual. Promovemos pequenos debates informais sobre a situação geral da UnB, buscamos ouvir o que as pessoas têm a dizer sobre isso e, uma vez, colamos alguns cartazes no ICC nos posicionando publicamente contra as badernas generalizadas que estavam (e ainda estão) sendo promovidas por alguns CAs. Aqui, no blog, temos publicado textos que expressam não somente a nossa opinião, mas a de muitas outras pessoas que também veem a deterioração diária da universidade.

Gostaríamos de relatar aqui dois frutos de nossa atuação que julgamos bastante importantes.

No dia 6 de julho, a Prefeitura do campus Darcy Ribeiro reuniu-se com alguns CAs. O tema da reunião foi a constância de festas que têm perturbado o cotidiano acadêmico no período noturno com música alta e cerveja a torto e a direito. Nos informaram que uma das coisas que motivaram a convocação da reunião foi o nosso blog. Essa notícia nos surpreendeu bastante. Isso significa que, de alguma maneira, nossas opiniões têm servido para alertar uma parcela da comunidade acadêmica a respeito desse problema cotidiano.

O segundo troféu (se é que podemos chamar assim) que conseguimos com nossa atuação - tímida ainda, é preciso dizer - deve-se ao nosso texto sobre o "protesto" de alguns alunos do Departamento de Artes Cênicas da UnB no dia em que o Brasil estreou na Copa do Mundo, quando jogou contra a Coreia do Norte. Soubemos recentemente que os alunos que ficaram indignados com nosso texto estão iniciando uma certa mobilização contra o blog dentro do departamento. Esses alunos falaram para seus professores que nós tachamos todos os alunos de Artes Cênicas de palhaços, tarados, vagabundos e outros adjetivos nada abonadores - aqueles que lerem o texto em questão, bem como seus comentários, verão o que realmente aconteceu. Curiosamente, nenhum desses alunos divulgou o blog para os professores do departamento. Será que estão com medo de que os professores acabem concordando conosco? É bem provável que sim. Isso só demonstra a honestidade daqueles que tomam para si o papel de detratores nossos.

Estamos planejando algumas intervenções na universidade para as próximas semanas. Esses resultados só nos dão mais força e coragem para seguir adiante, e temos certeza de que o que fazemos não é somente justo, mas necessário dentro da UnB.

Próximo post: Mentiras, vadiagem e o exercício do magistério na UnB.

3 comentários:

  1. Hahahahahahahahahaha!

    Esse blog é uma piada!

    ResponderExcluir
  2. Piada é ter de recorrer a grupos que se limitam ao ganguismo urbano para buscar maneiras torpes de autoafirmação juvenil. Mas, enfim, esse blog foi piada suficiente para fazer você vir até aqui e postar um comentário. Valeu a pena.

    ResponderExcluir
  3. Qualquer pessoa que se dispõe a protestar deveria ter em mente que os méritos e os métodos do protesto serão questionados. Este, inclusive, deveria ser o objetivo de um protesto: que as idéias sejam consideradas. Repito: consideradas. Esperar adesão imediata é fruto de profunda arrogância, assim como revoltar-se com qualquer crítica.
    Alguém genuinamente comprometido com a causa em vez de “mimi JUVENTUDE CONSERVADORA mimi” utilizaria o espaço aberto pelo blog para argumentar sobre, por exemplo, a atividade parlamentar em dias de jogos do Brasil. Alguns dos comentários disponíveis apenas visam desqualificar o blog. Outros apenas defendem o nu. Seria mais franco protestar pelo nu, que parece ser a maior preocupação dos protestos. Mas aí teriam que enfrentar a repreensão dos índios Guajajara.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, leia a política de comentários do blog. E lembre-se: o anonimato é, muitas vezes, o refúgio dos canalhas.